Os entraves para a adoção na sociedade brasileira do século XXI



INSTRUÇÕES PARA A REDAÇÃO


1. O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado. 

2. O texto definitivo deve ser escrito à tinta, na folha própria, em até 30 linhas. 

3. A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção. 

4. Receberá nota zero, em qualquer das situações expressas a seguir, a redação que: 

4.1. tiver até 7 (sete) linhas escritas, sendo considerada “texto insuficiente”. 

4.2. fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo. 

4.3. apresentar parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto.


TEXTOS MOTIVADORES

TEXTO I

 

A adoção existe, pois, infelizmente, muitas crianças não podem ser criadas pelos seus pais biológicos. Os motivos são os mais variados: falta de condição financeira, psicológica e até mesmo maus-tratos. Além disso, muitas crianças e adolescentes ficam órfãos ou vivem em situação de abandono. Nesses casos, o Estado tem mecanismos de proteção garantidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) que promovem a acolhida em abrigos e cadastram essas crianças em um sistema nacional para adoção. No entanto, muitas crianças e, na maioria, adolescentes não conseguem ser adotados, apesar da enorme quantidade de candidatos a adotantes. Isso ocorre porque os adotantes têm preferências que fogem da realidade da maioria das crianças à disposição.

 

https://mundoeducacao.uol.com.br/sociologia/adocao-no-brasil.htm


TEXTO II                                                                                                                                                                                              

     Entre as crianças que vivem em um abrigo, você provavelmente encontraria um menino de 14 anos, pardo e que tem um irmão. Este é o perfil mais comum das crianças disponíveis para adoção. Entretanto, o perfil mais buscado por futuros pais equivale ao de uma menina de 2 anos, branca e filha única. Esse contraste entre a preferência dos pais e a realidade das crianças faz com que muitas delas nunca sejam adotadas, ainda que existam 8 possíveis pais para cada criança ou adolescente disponível para adoção. Além da predileção dos pretendentes, outro fator que dificulta a adoção é a complexidade dos processos na Justiça. Hoje, a vinculação entre pretendentes e crianças disponíveis para a adoção é feita manualmente por juízes das Varas da Infância, que têm de bater o perfil da criança com critérios estabelecidos pelos pretendentes. Cada juiz usa suas próprias ferramentas, como planilhas no computador mais ou menos organizadas. Mas uma nova ferramenta promete fazer um “match” entre pretendentes e crianças disponíveis para a adoção. A tecnologia, batizada de Sistema Nacional de Adoção (SNA), está funcionado em alguns Estados, entre eles São Paulo, e deve passar a funcionar em todo o Brasil em outubro.

https://arte.estadao.com.br/brasil/adocao/crianças


PROPOSTA DE REDAÇÃO 

A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema:Os entraves para a adoção na sociedade brasileira do século XXI”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista.