Os danos do tecnovício entre os jovens do século XXI



A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema:Os danos do tecnovício entre os jovens do século XXI”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista. 

TEXTO I


Facebook, Instagram, Snapchat, WhatsApp, RPG, Candy Crush, Ask.fm, Secret… As tentações virtuais são diversas e surgem a uma velocidade difícil de acompanhar. Enquanto a maioria das pessoas faz uso moderado para se comunicar ou entreter, muitas caem na trama on-line e não conseguem se desconectar. O vício tecnológico é um problema sério, semelhante às dependências químicas, alertam especialistas. De acordo com psiquiatras e psicólogos que debateram o tema no congresso anual da Associação Brasileira de Psiquiatria, em Brasília, um agravante é que, diferentemente de álcool e drogas, esse ainda é um campo desconhecido.

O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM), considerado a bíblia da psiquiatria, inclui a dependência em jogos eletrônicos na sessão III, indicando que ainda são necessários mais estudos a respeito. Já a fixação em redes sociais e mensagens instantâneas é um fenômeno tão novo que ainda não entra na classificação – oficialmente, o termo usado para diagnóstico é uso problemático das tecnologias.


https://www.em.com.br/app/noticia/tecnologia/2014/10/23/interna_tecnologia,582417/vicio-em-internet-e-eletronicos-pode-ser-tao-forte-quanto-a-dependencia-quimica.shtml

TEXTO II


Com o isolamento social, o cenário digital migrou para dentro das casas. E isso, devido ao home officetempo maior livre ou mesmo entretenimentoO fato é que muitas pessoas trabalham hoje dessa forma, e passam horas mergulhadas na era digital. No entanto, até mesmo os que usam os recursos tecnológicos como passatempo passaram a tê-lo como imprescindível no dia a dia. Os dados de um estudo feito pela Hoopsuite, em parceria com a We Are Social, ilustram este cenário.  

De acordo com a pesquisa, as pessoas no Brasil passam, em média, nove horas e vinte e nove minutos por dia conectados à internet. Um índice que, ao ser delineado em dias, aponta que o brasileiro passa 145 dias inteiros, por ano, navegando na internet.


https://www.em.com.br/app/noticia/bem-viver/2020/07/30/interna_bem_viver,1171488/uso-de-tecnologia-em-excesso-pode-ser-prejudicial-a-saude.shtml