As implicações da cultura do cancelamento na sociedade brasileira



A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema:As implicações da cultura do cancelamento na sociedade brasileira”, apresentando proposta de intervenção, que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista. 

TEXTO I


O termo cultura do cancelamento ganhou destaque nos últimos anos na internet. Pessoas ou empresas já foram canceladas por internautas como forma de justiça social. Explicando de forma simples como funciona a cultura do cancelamento, podemos destacar: alguém percebe uma ação que considera errada nas redes sociais; registra esta falha e posta para os seguidores com críticas ao futuro cancelado; autoridades, seguidores e influenciadores digitais começam a corroborar a crítica e a amplificar esse alcance; em questão de pouco tempo, milhares de pessoas são alcançadas com as mensagens. Pronto. O estrago está feito. E a pessoa ou empresa estaria "cancelada" na internet. Cancelamento virtual (Cancelled Culture) é diferente de trollagem, uma gíria que significa zoar e tirar sarro de alguém. O ato de cancelar não tem esse tom bem humorado. Cancelar representa um ataque à reputação do alvo. Ele pode perder o emprego, perder seguidores e ter baixas representativas que afetam a sua vida profissional e pessoal.


https://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/especial-publicitario/new-saude-leader/guia-do-plano-de-saude/noticia/2020/08/24/cultura-do-cancelamento-psicologia-explica-tudo.ghtml


TEXTO II 


Algumas celebridades entraram para a lista em 2019, quando a cultura do cancelamento se consolidou, principalmente no Brasil. Um novo ano chegou e o novo alvo é  Alessandra Negrini, que no domingo (16) usou um cocar em uma festa de Carnaval de rua e foi acusada de apropriação cultural."Índio não é fantasia", afirmaram alguns nas redes sociais. “A luta indígena é de todos nós e por isso eu tive a ousadia de me vestir assim”, disse a atriz, ao explicar o traje.

Logo no início da campanha Setembro Amarelo, em 2019, Carlinhos Maiase envolveu em (mais) uma polêmica ao publicar um vídeo no stories de seu perfil no Instagram criticando adolescentes que pensam em cometer suicídio. 

“Eu vejo meninos de 16 anos me mandando "eu quero me matar". Vai, imbecil, vai se matar porque você nem começou a vida ainda” disse Maia, que tem mais de 16 milhões de seguidores na rede social.  O comentário não pegou bem entre os internautas, que o chamaram de "irresponsável". Momentos depois, ele apagou o vídeo da rede social. Mesmo assim, por conta do episódio, seu nome chegou aos assuntos mais comentados no Twitter.


https://gauchazh.clicrbs.com.br/donna/gente/noticia/2020/02/alem-de-alessandra-negrini-relembre-famosos-que-ja-foram-cancelados-nas-redes-sociais-ck6qh23vq0jpk01qd7hp6a7li.html


TEXTO III